logo aprende brasil carregando

Blog

  • Compartilhe:
Notícias
12 de dezembro de 2019

Por que a BNCC foi criada?

Entenda mais sobre o contexto que levou à criação dessa referência curricular brasileira

Homologada em 2017, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é uma normativa que deve ser a referência para todas as escolas brasileiras, públicas e privadas, de educação básica (Educação Infantil e Ensino Fundamental). Por isso, é inegável a sua importância para todos os educadores Mas você já parou para pensar por que ela foi criada?

Essa proposta curricular veio como resposta a um novo entendimento sobre a educação, que começou a ser desenhado ainda na década de 1990, com a Conferência Mundial sobre Educação para Todos, realizada na cidade de Jomtien, na Tailândia. “A partir daí, o Brasil se tornou signatário de acordos internacionais que pensavam uma nova realidade para a educação mundial e, consequentemente, brasileira”, afirma Zita Lago, professora e doutora em Educação.

Zita explica que essa reforma da educação mundial aconteceu em decorrência da profunda crise que o mundo passava tanto no aspecto econômico como educacional. “A educação deixa de ser apenas um fator de desenvolvimento pessoal e passa a ser um fator preponderante para o desenvolvimento do país”, diz ela.

Assim, aspectos sociais, políticos e econômicos começam a ser repensados e esse novo entendimento desestabiliza algumas certezas que estavam colocadas na educação brasileira, estabelecendo novas necessidades. Por exemplo, desenvolver habilidades e competências que preparem o jovem para o acesso aos bens culturais que são de domínio mundial, preparando-o para que entenda onde vai aplicar isso na prática: o mundo do trabalho.

Outros fatores presentes nessa nova perspectiva educacional e que passam a ser pontos de atenção são:

  • A expansão da oferta;
  • A exigência por uma educação inclusiva;
  • O carenciamento e déficits em termos estruturais e humanos;
  • Os índices precários em ranqueamentos nacionais e internacionais;
  • A presença das novas tecnologias, que impactam os recursos que precisam ser destinados;
  • Os déficits na formação docente.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o primeiro episódio da nossa websérie sobre a BNCC com a Profª Drª Zita Lago!