logo aprende brasil carregando

Blog

  • Compartilhe:
Notícias
6 de setembro de 2019

Gamificação na educação: como funciona?

Aplicação do recurso contribui para que a aprendizagem seja prazerosa, significativa e envolvente

Quem está por dentro das tendências na educação, em algum momento, já deve ter se deparado com esta palavra: gamificação. Originário do inglês gamification, o termo diz respeito ao uso de elementos do universo dos jogos digitais em outros contextos, incluindo o educacional. A ideia é trazer características inerentes ao jogo, como a competição, a evolução, a superação e a recompensa (premiação) para as atividades educativas, dentro ou fora de aula.

Mas por que fazer isso?

Segundo a Pesquisa Game Brasil 2019, 66% do público on-line em todo o país consome jogos eletrônicos, seja no celular, seja no console ou seja no computador. Assim, uma das principais intenções ao usar a gamificação na educação é aproveitar algo que é cada vez mais comum e que o estudante já gosta para tornar a aprendizagem mais atraente e engajá-lo nesse processo.

Durante a atividade, os alunos exercitam habilidades como paciência, trabalho em equipe, criatividade e persistência para criar personagens, ganhar prêmios, pontuando a cada missão/desafio e “passar de fase” (se aprofundar no estudo de um assunto) em busca de um objetivo. Alguns dos principais benefícios dessa abordagem são:

  • Alunos mais engajados, participativos, curiosos e motivados.
  • Aulas mais dinâmicas.
  • Promoção do diálogo e da colaboração.
  • Estímulo ao protagonismo e à resolução de problemas.
  • Desenvolvimento de competências socioemocionais.

Na prática

Há uma infinidade de possibilidades para trabalhar a gamificação com fins pedagógicos, mas uma dica simples é fazer uma caça ao tesouro. Com um bom planejamento, esse tipo de atividade pode ser utilizada para trabalhar qualquer componente curricular. Divida os alunos em equipes e elabore pistas para serem encontradas por eles, certificando-se de que elas proponham desafios progressivos. Com imaginação e criatividade é possível fazer desse momento uma experiência de aprendizado divertida e muito significativa.

Além da realização de atividades como essa, as escolas e educadores podem utilizar materiais didáticos que já tragam elementos dos jogos, como é o caso do Letrix. Elaborado pelo Aprende Brasil, o Letrix é um programa educacional voltado aos alunos com dificuldades de aprendizagem, que usa desafios e enigmas para tornar a alfabetização e o letramento uma aventura prazerosa e instigante. Saiba mais.