logo aprende brasil carregando

Blog

  • Compartilhe:
Notícias
6 de agosto de 2019

Como desenvolver as competências socioemocionais na escola

Saiba como essas competências impactam a vida de crianças e adolescentes e por que devem ser trabalhadas em  sala de aula

Existem pessoas que sentem dificuldade em trabalhar em equipe, se comunicar de forma clara ou, ainda, entender as necessidades individuais dos outros. Todas essas situações acontecem, muitas vezes, pela falta das competências socioemocionais. Muito importantes para uma vida adulta saudável e uma carreira de sucesso, elas ajudam na consolidação de habilidades como autonomia, autocontrole, curiosidade, empatia, pró-atividade, resiliência, trabalho em equipe, entre outras.

Discutidas no mercado de trabalho por estarem relacionadas com a personalidade e o comportamento, elas vêm se destacando na educação desde que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) as adicionou às atividades escolares. A Coordenadora Pedagógica Regional do Aprende Brasil, Vanessa Zanoncini, ressalta a importância do ensino de tais habilidades dentro de sala de aula. “Trabalhar com as competências socioemocionais é ver o aluno em sua integralidade, ajudando a desenvolver potencialidades como a empatia, o relacionamento consigo e com o outro, o autocontrole, a criatividade e grandes possibilidades de expansão de todas as questões emocionais e afetivas do ser humano, o que os prepara para o século XXI”, explica.

Algumas atividades podem ajudar a desenvolver essas habilidades. Vamos conhecê-las:

Cognitivas

Para compreender as habilidades cognitivas, é necessário que a criança aprenda a resolver problemas e planejar. Isso pode ser realizado por meio de atividades, jogos e brincadeiras que estimulem a memória e a criatividade dos pequenos.

Há uma gama de atividades que ajudam, e alguns exemplos são: brincadeiras com massinha, que desenvolvem a criatividade, quebra-cabeça, que exercita a memória, e xadrez, para entender o planejamento estratégico.

Emocionais

As habilidades emocionais são importantes para que a criança entenda os próprios sentimentos, mas também para que consiga se colocar no lugar do outro, compreendendo suas emoções e necessidades.

Competições saudáveis podem ajudar nesse desenvolvimento. Ao final de um jogo, é possível conversar sobre o que os participantes sentiram na competição, ajudando-os a entender e nomear seus sentimentos. Mostrar a perda e o erro como algo natural dentro do processo também é essencial para ajudar na compreensão de sentimentos mais negativos, como frustração, tristeza e perda.

Sociais

As habilidades sociais são as que auxiliam no entendimento de regras e na convivência com outros colegas. Também ajudam a desenvolver comunicação, trabalho em equipe e dão a experiência de pertencimento a uma sociedade permeada por regras e deveres.

Seu desenvolvimento pode acontecer por meio de regras básicas aplicadas em sala de aula, como pedir para ir ao banheiro, organizar a estante de livros quando tirados do lugar e levantar a mão antes de falar. A escola também pode ajudar criando outras regras, como o uso de uniforme, a volta para a sala nos horários estabelecidos e a organização em filas para pegar o lanche. Lembrando que é importante a compreensão dos motivos pelos quais seguem as regras; por isso, deixe claro a melhora na organização e no funcionamento da instituição que as atividades proporcionam.

Éticas

As habilidades éticas, por sua vez, vão auxiliar na compreensão das diferenças estruturais da sociedade. Por isso, incentivar o respeito aos colegas e às suas diferenças, bem como a participação nas conversas e a atuação em sala de aula, os ajuda a perceber as diferenças da vida em sociedade.